dsc03096

Tchau, Mãe! – 母またね! [Sakura e Hanami]

DSC03096皆さん、「Tchau, Mãe!」 の新しい「母またね!」という部分へようこそ!!

Bem-vindos a mais nova seção do “Tchau, Mãe!”, carinhosamente apelidada de “Okaasan, mata ne!” [母またね! ]. Aqui quem vos fala é Guilherme Monte, agora colaborador do blog diretamente da Terra do Sol Nascente o/ AEAEAEAEAE Eu gostaria de agradecer ao convite da equipe do “Tchau, mãe!” que me ofereceram um espacinho aqui pra eu escrever meu diário de viagens, e compartilhar as muitas aventuras de um estrangeiro em terras nipônicas.

Antes de começar o próprio post em si, deixo aqui uma sugestão de música para ouvir durante a leitura. Se quiserem conferir o clipe da música também é ótimo pra ambientar. HAHAHA

Primeiramente, acho que preciso me apresentar. Sou estudante de Arquitetura e Urbanismo na UFC, tenho 21 anos, nascido e criado em Fortaleza-CE. Estou no Japão morando na cidade de Yokohama que é a segunda maior cidade do Japão e ainda é pertinho de Tóquio, participando do programa Ciência sem Fronteiras na Keio University e vou ficar por essas bandas por um ano, até abril de 2016, e nesse tempo vou tentar mostrar pra vocês algumas curiosidades, mitos, verdades, loucuras e coisas comuns do dia-a-dia no Japão.

Então, vamos lá! \o/

Chegar no Japão já é a primeira grande aventura, principalmente se você sai do Brasil, sobretudo de Fortaleza. No meu caso, saí de Fortaleza às 15:30 do dia 23/março (segunda) rumo a São Paulo, em seguida pegando um vôo até Dubai nos Emirados Árabes, para finalmente aterrissar no Japão no dia 25/março (quarta) às 17:20!! Ou seja, (números na tela, por favor) percorri uma distância de maravilhosos 23.122 km durante 37 horas e 50 minutos!!!

tumblr_n8u7ceLGin1rhavdko1_250

Expressão dos japas quando eu respondo quanto tempo demorou pra chegar até aqui.

Eu cheguei num período maravilhoso, fim do inverno e começo da primavera, ou seja, a temperatura aos poucos vai subindo, mas tipo, é AOS POUCOS MESMO! Minha grande primeira impressão do Japão foi quando saí do Narita Express na estação de Musashi kosugi e o vento veio me dar um tapa na cara de boas vindas, consequentemente soltei um breve “PQP MERMÃO, QUE FRIO É ESSE?! O.O” em alto e bom som no meio do povo. HUEhuehuHEUheuHUEHuheuHUE

Mas esse frio é compensado pela beleza da transformação da natureza para a nova estação. É exatamente nessa época que as famosas Sakura (Flores de Cerejeira) começam a desabrochar. E tudo fica lindo! Tudo mesmo, igual em anime que você vê aquelas árvores brancas, rosadas, as pétalas caindo devagar com o vento, formando um tapete de pétalas no chão.

E é justamente por isso que os japoneses costumam se encontrar em parques para fazer o Hanami (花見, literalmente, ver as flores). Eles apreciam a natureza, enquanto bebem, conversam com os amigos e dão adeus ao frio (já vai tarde, fdp u.u). Abaixo, alguns lugares que eu visitei e algumas fotos de Hanami e Sakura (não canso de bater foto dessas coisa linda *O*)

DSC03777

Rio Kotta

DSC03249

Shibuya

DSC03735

Tama Central Park

DSC04028

Rio Sumida

DSC03370

Yoyogi Park

DSC03464

Hiyoshi

A tradição e a cultura são extremamente respeitadas pelo povo japonês, são conceitos passados de geração em geração. É muito comum ver famílias inteiras, amigos, pessoas de todas as idades, velhinhos, crianças, apenas parando a rotina para ter um tempo para apreciar a natureza e encontrar uns aos outros. Inclusive, nas fotos a gente pode ver que é gente de todo tipo MESMO, levando em frente a tradição.

DSC03774

Agora, uma pergunta pode vir à sua cabeça assim como veio à minha: “Se a sakura é uma flor de cerejeira e nasce de uma cerejeira, CADÊ A CEREJA?!” Boa pergunta. Aparentemente não é toda cerejeira que dá fruto, então algumas só servem pra ser lindas mesmo. E pronto!
Mas infelizmente, toda essa beleza dura apenas: uma semana! UMA SEMANA!! (ou pouquinho mais, não é regra fixa). O que acontece depois disso é que a natureza muito revoltada se encarrega de levar as sakuras que insistem em não cair. E é um negócio violento, se o vento não levar, vem um tufão, vem chuva forte, até os pássaros vêm de contra-regra e começam a arrancar as pobre das florzinha! E aí acaba a participação das sakuras e a primavera está oficialmente iniciada, e o verde das árvores começa a reaparecer. Uma coisa linda de se ver!

Então, meu povo, por hoje é só! Aos poucos vou postando mais sobre alguns lugares interessantes a medida que eu tiver mais tempo, tô pensando em falar um pouco de Shibuya, Akihabara, Asakusa, e tal, mas isso é spoiler, então deixa quieto por enquanto HAHAHA.

A quem interessar, passo bem. Muito bem na verdade! Como diz a música lá no começo “There’s no place I rather be” 😉

Obrigado a todos os que leram e aguardem os novos posts com as novas aventuras e desventuras daqui do Nippon!!
これからよろしくお願いします!

DSC03382

11 comments

  1. Priscila 17 abril, 2015 at 23:19 Responder

    Amei o post :3. Comecei a pouco tempo a acompanhar o blog e estou amando cada aventura. Tive uma crise de risos com o sua reação quando o vento lhe deu as boas vindas kkkkk.
    E boa sorte Guilherme nessa terra linda.

    • Guill 17 abril, 2015 at 23:34 Responder

      Obrigado Priscila!!
      Então, quando você sai de uma terra quente como Fortaleza, o frio pode ser um problema bem grande. kkk Até porque eu não tenho roupas de frio pra encarar uma situação dessas logo assim que cheguei. HAHAHA Triste.
      Continue acompanhando o blog, terão posts novos sobre o Japão, logo logo!

  2. Sophia 18 abril, 2015 at 12:47 Responder

    Vou acompanhar cada letra desses posts que virão pela frente! Já curti a trilha, taquei o play mesmo e fui lendo, me imaginando aí vendo as cerejeiras contigo!!! Guigas, muita sorte nessa jornada, continuo torcendo por você aí! Beijao

    • Guill 22 abril, 2015 at 22:50 Responder

      Obrigado, Jehnifer! 🙂
      Curso de inglês, né? Bom, fiz um semestre na Casa de Cultura Britânica da UFC antes de vir pra cá. Antes disso estudava inglês na escola, e na vida também kkk

  3. Nayara Monte 5 maio, 2015 at 14:30 Responder

    Antes de ler sobre usar a música como fundo musical pra leitura, eu já tava ouvindo e lendo sobre seus dados pessoais, introdutivos xD Sobre o vendo fdp na cara, eu adoro levar um tapa de ventos frios *-* Inicialmente eu fico “me possua”, aí uns segundos depois eu fico “calma cara, era brinks, seja gentil u_u”. Adorei seu post, estou esperando ansiosamente pra saber mais!!! *-*

Deixe um comentário